• TODAS AS ARTES | TODOS OS NOMES

    ADIADO: Nova Data 1 e 2 de Julho 2021

  • TODAS AS ARTES | TODOS OS NOMES

    II Encontro Internacional

Organização

Coordenadores/as: Lígia Dabul, Paula Guerra e Pedro Costa

Comissão Científica: Amélia Polónia, Claudia Fontineles, Claudino Ferreira, Cornelia Eckert, Glaucia Villas Bôas, Glória Diógenes, José Machado Pais, José Soares Neves, Marcelo Sousa Neto, Maria Amélia Bulhões, Maria Lucia Bueno, Paula Abreu, Paula Pereira, Susana de Noronha e Ricardo Campos.

Comissão Executiva: Ana Oliveira, Andrea Copeliovitch, Camille Girouard, José Soares Neves, Paula Abreu, Paulo Cezar Nunes Junior, Pedro Quintela, Susana Januário, Susana de Noronha e Sofia Sousa.

Congresso Adiado

TA Adiado cartaz 1

Apresentação

Reunindo pesquisadores brasileiros, portugueses e de outras nacionalidades, e voltada para o estudo da natureza e do impacto social das artes, a Rede Todas as Artes | Todos os Nomes convida para seu II Encontro Internacional, que será realizado na cidade do Porto, Portugal, nos dias 1 e 2 de julho de 2021. Incentivadora e afeita à diversidade de abordagens e temas em torno da arte, a Rede Todas as Artes | Todos os Nomes promove em seus eventos e publicações, desde a sua criação, em 2016, a convergência, a comunicação e a troca entre pesquisadores e redes de pesquisa sobre a arte nas áreas da sociologia, antropologia, estudos culturais, história e artes.

Junto a esse propício cruzamento de perspectivas de estudo da arte, que intensifica a plasticidade e a criatividade do pensamento contemporâneo sobre as mais diferentes experiências e acontecimentos da vida social, a Rede Todas as Artes | Todos os Nomes enfatiza quadros e temas de pesquisas realizadas pelos seus/as integrantes e interessados/as em integrá-la.

Desta forma, tem sido estimulada a apresentação de resultados de pesquisas e debates em torno da arte, seus espaços e hierarquias; as relações entre a arte e a esfera pública; as instituições culturais e práticas artísticas na cultura contemporânea; as conexões entre a sociologias, a antropologia e a arte contemporânea; as artes de rua, o graffiti, a cidade e as juventudes; as paisagens urbanas, artes e as cidades; as curadorias, os engajamentos e as identidades artísticas; a crítica da arte; a diversidade cultural e artística; as identidades, as culturas, as diásporas e as nacionalidades; a arte e a globalização; a arte, a tecnologia e os encantamentos do mundo; o filme documentário e narrativas etnográficas; os objetos, as memórias, as coleções; as perspectivas sobre corpo, gênero e moda na contemporaneidade; as questões de poéticas ampliadas e da música de resistência; o teatro, a criação, a linguagem e a contestação; a festivalização, os eventos e o cosmopolitismo da cultura contemporânea; as manifestações artísticas underground e subversivas; as publicações sobre a arte e vida social; a atuação das artes na inclusão social.

cartaz rosa

Call for papers - 2ª chamada- até 30 setembro

Eixos temáticos

  • (i) Desenvolvimentos em domínios específicos das artes

    Desenvolvimentos em domínios específicos das artes, incluindo a arquitetura, o planeamento urbano, as artes aplicadas, artes dentro do domínio da cultura popular (por exemplo, cinema, televisão e música popular), bem como artes “tradicionais (por exemplo, música, artes visuais, literatura, teatro, etc.)

  • (ii) Os processos de produção, distribuição, promoção e comercialização de obras de arte

    Os processos de produção, distribuição, promoção e comercialização de obras de arte, incluindo formas de artificação, práticas artísticas, o impacto da tecnologia, novos meios de produção, formas de colaboração, a formação da teoria da arte, o desenvolvimento dos mercados de artes, o processo de valorização, etc.

  • (iii) Os processos de apresentação e mediação das artes

    Os processos de apresentação e mediação das artes, incluindo a crítica de arte e publicidade em todos os domínios das artes, museus, teatros, concertos, estudos de audiência, as atitudes para o público, programas educacionais, etc.

  • (iv) O desenvolvimento profissional, incluindo amadores e semiamadores

    O desenvolvimento profissional, incluindo amadores e semiamadores, na formação profissional, escolas de arte, diferenciação profissional, rendimento artística, reputação artística, etc.

  • (v) As organizações artísticas

    As organizações artísticas (não apenas museus e teatros, mas também festivais e sindicatos de artistas) - investigação do desenvolvimento histórico, relações de poder, efeitos, processos de gestão, seleção de programas, processos dentro das organizações como gate-keeping, liderança, etc.

  • (vi) As políticas artísticas, incluindo questões legais, financiamento público e privado, discurso público e debates

    As políticas artísticas, incluindo questões legais, financiamento público e privado, discurso público e debates (por exemplo, classificação de arte, artes e símbolos religiosos, artes e sexualidade, artes e racismo), a censura, a análise do impacto das artes, sustentabilidade, associações de lobby, ministérios culturais ou outros órgãos governamentais.

  • (vii) Os efeitos sociais e cognitivos das artes, incluindo artes e formação de identidades, artes e corpos, experiência estética

    Os efeitos sociais e cognitivos das artes, incluindo artes e formação de identidades, artes e corpos, experiência estética, artes e ética, codificação e descodificação, práticas relacionadas com o género, aspetos etnográficos, arte para a transformação social, artes nas comunidades, e artes como uma parte da cultura urbana.

  • (viii) A abordagem das artes a partir de uma perspetiva macrossociológica, incluindo (des)institucionalização, economização, globalização vs. localismo

    A abordagem das artes a partir de uma perspetiva macrossociológica, incluindo (des)institucionalização, economização, globalização vs. localismo, digitalização, mediamorfose, artes e coesão social, artes e ética, artes e hegemonia e artes e poder.

  • (ix) Os desenvolvimentos teóricos nas artes, tais como a produção da abordagem da cultura, o (pós)estruturalismo, teoria de campo

    Os desenvolvimentos teóricos nas artes, tais como a produção da abordagem da cultura, o (pós)estruturalismo, teoria de campo, a teoria do sistema, praxeologia, bem como questões metodológicas.

  • (x) A importância das artes e da vida quotidiana, incluindo as relações entre os mundos da arte e mundos do dia-a-dia, o experimental e o sensorial

    A importância das artes e da vida quotidiana, incluindo as relações entre os mundos da arte e mundos do dia-a-dia, o experimental e o sensorial, elementos e mediados de prática e lugares, o significado social e cultural dos sentidos, a estética da vida quotidiana, e abordagens sociológicas ou interdisciplinares para o dia a dia e para a vida organizacional.

banner rosa TA 2020

SUBMETER PAPER ou PROPOSTA

ORGANIZAÇÃO

Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território (DINÂMIA’CET – IUL, Portugal)

Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» - CITCEM

Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP)

Instituto de Sociologia – Universidade do Porto (IS-UP, Portugal)

PARCEIROS

Associação Portuguesa de Sociologia – Seção Temática de Arte, Cultura e Comunicação

Centro de Estudos Sociais – Universidade de Coimbra (CES-UC, Portugal)

Eventqualia

Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal Fluminense (PPGS – UFF)

Reitoria da Universidade do Porto (UP)

Research Group Philosophy and Public Space/Instituto de Filosofia da Universidade do Porto (IF-UP)

powered by eventQualia