• TODAS AS ARTES | TODOS OS NOMES

    II Encontro Internacional

  • TODAS AS ARTES | TODOS OS NOMES

    II Encontro Internacional

Organização

Coordenadores/as: Lígia Dabul, Paula Guerra e Pedro Costa

Comissão Científica: Claudino Ferreira, Cornelia Eckert, Glaucia Villas Bôas, Glória Diógenes, José Machado Pais, José Soares Neves, Maria Amélia Bulhões, Maria Lucia Bueno, Paula Abreu, Susana de Noronha e Ricardo Campos.

Comissão Executiva: Ana Oliveira, Andrea Copeliovitch, Camille Girouard, José Soares Neves, Paula Abreu, Pedro Quintela, Susana Januário, Susana de Noronha e Sofia Sousa.

CALL FOR PAPERS

Apresentação

Reunindo pesquisadores brasileiros, portugueses e de outras nacionalidades, e voltada para o estudo da natureza e do impacto social das artes, a Rede Todas as Artes | Todos os Nomes convida para seu II Encontro Internacional, que será realizado na cidade do Porto, Portugal, nos dias 6 e 7 de julho de 2020. Incentivadora e afeita à diversidade de abordagens e temas em torno da arte, a Rede Todas as Artes | Todos os Nomes promove em seus eventos e publicações, desde a sua criação, em 2016, a convergência, a comunicação e a troca entre pesquisadores e redes de pesquisa sobre a arte nas áreas da sociologia, antropologia, estudos culturais, história e artes.

Junto a esse propício cruzamento de perspectivas de estudo da arte, que intensifica a plasticidade e a criatividade do pensamento contemporâneo sobre as mais diferentes experiências e acontecimentos da vida social, a Rede Todas as Artes | Todos os Nomes enfatiza quadros e temas de pesquisas realizadas pelos seus/as integrantes e interessados/as em integrá-la.

Desta forma, tem sido estimulada a apresentação de resultados de pesquisas e debates em torno da arte, seus espaços e hierarquias; as relações entre a arte e a esfera pública; as instituições culturais e práticas artísticas na cultura contemporânea; as conexões entre a sociologias, a antropologia e a arte contemporânea; as artes de rua, o graffiti, a cidade e as juventudes; as paisagens urbanas, artes e as cidades; as curadorias, os engajamentos e as identidades artísticas; a crítica da arte; a diversidade cultural e artística; as identidades, as culturas, as diásporas e as nacionalidades; a arte e a globalização; a arte, a tecnologia e os encantamentos do mundo; o filme documentário e narrativas etnográficas; os objetos, as memórias, as coleções; as perspectivas sobre corpo, gênero e moda na contemporaneidade; as questões de poéticas ampliadas e da música de resistência; o teatro, a criação, a linguagem e a contestação; a festivalização, os eventos e o cosmopolitismo da cultura contemporânea; as manifestações artísticas underground e subversivas; as publicações sobre a arte e vida social; a atuação das artes na inclusão social.

cartaz rosa

Instruções de Submissão

Eixos temáticos

  • (i) Desenvolvimentos em domínios específicos das artes

    Desenvolvimentos em domínios específicos das artes, incluindo a arquitetura, o planeamento urbano, as artes aplicadas, artes dentro do domínio da cultura popular (por exemplo, cinema, televisão e música popular), bem como artes “tradicionais (por exemplo, música, artes visuais, literatura, teatro, etc.)

  • (ii) Os processos de produção, distribuição, promoção e comercialização de obras de arte

    Os processos de produção, distribuição, promoção e comercialização de obras de arte, incluindo formas de artificação, práticas artísticas, o impacto da tecnologia, novos meios de produção, formas de colaboração, a formação da teoria da arte, o desenvolvimento dos mercados de artes, o processo de valorização, etc.

  • (iii) Os processos de apresentação e mediação das artes

    Os processos de apresentação e mediação das artes, incluindo a crítica de arte e publicidade em todos os domínios das artes, museus, teatros, concertos, estudos de audiência, as atitudes para o público, programas educacionais, etc.

  • (iv) O desenvolvimento profissional, incluindo amadores e semiamadores

    O desenvolvimento profissional, incluindo amadores e semiamadores, na formação profissional, escolas de arte, diferenciação profissional, rendimento artística, reputação artística, etc.

  • (v) As organizações artísticas

    As organizações artísticas (não apenas museus e teatros, mas também festivais e sindicatos de artistas) - investigação do desenvolvimento histórico, relações de poder, efeitos, processos de gestão, seleção de programas, processos dentro das organizações como gate-keeping, liderança, etc.

  • (vi) As políticas artísticas, incluindo questões legais, financiamento público e privado, discurso público e debates

    As políticas artísticas, incluindo questões legais, financiamento público e privado, discurso público e debates (por exemplo, classificação de arte, artes e símbolos religiosos, artes e sexualidade, artes e racismo), a censura, a análise do impacto das artes, sustentabilidade, associações de lobby, ministérios culturais ou outros órgãos governamentais.

  • (vii) Os efeitos sociais e cognitivos das artes, incluindo artes e formação de identidades, artes e corpos, experiência estética

    Os efeitos sociais e cognitivos das artes, incluindo artes e formação de identidades, artes e corpos, experiência estética, artes e ética, codificação e descodificação, práticas relacionadas com o género, aspetos etnográficos, arte para a transformação social, artes nas comunidades, e artes como uma parte da cultura urbana.

  • (viii) A abordagem das artes a partir de uma perspetiva macrossociológica, incluindo (des)institucionalização, economização, globalização vs. localismo

    A abordagem das artes a partir de uma perspetiva macrossociológica, incluindo (des)institucionalização, economização, globalização vs. localismo, digitalização, mediamorfose, artes e coesão social, artes e ética, artes e hegemonia e artes e poder.

  • (ix) Os desenvolvimentos teóricos nas artes, tais como a produção da abordagem da cultura, o (pós)estruturalismo, teoria de campo

    Os desenvolvimentos teóricos nas artes, tais como a produção da abordagem da cultura, o (pós)estruturalismo, teoria de campo, a teoria do sistema, praxeologia, bem como questões metodológicas.

  • (x) A importância das artes e da vida quotidiana, incluindo as relações entre os mundos da arte e mundos do dia-a-dia, o experimental e o sensorial

    A importância das artes e da vida quotidiana, incluindo as relações entre os mundos da arte e mundos do dia-a-dia, o experimental e o sensorial, elementos e mediados de prática e lugares, o significado social e cultural dos sentidos, a estética da vida quotidiana, e abordagens sociológicas ou interdisciplinares para o dia a dia e para a vida organizacional.

banner rosa TA 2020

SUBMETER PAPER ou PROPOSTA

ORGANIZAÇÃO

Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território (DINÂMIA’CET – IUL, Portugal)

Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP)

Instituto de Sociologia – Universidade do Porto (IS-UP, Portugal)

PARCEIROS

Associação Portuguesa de Sociologia – Seção Temática de Arte, Cultura e Comunicação

Centro de Estudos Sociais – Universidade de Coimbra (CES-UC, Portugal)

Eventqualia

Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal Fluminense (PPGS – UFF)

Reitoria da Universidade do Porto (UP)

powered by eventQualia